Subiu para 277 o número de pessoas presas suspeitas de participação nos atentados que ocorrem no Ceará desde o dia 2 de janeiro. O anúncio foi feito pelo governador Camilo Santana, em sua página no Facebook.

Ao todo, o Ceará já soma 177 ações criminosas em 43 dos 184 municípios. A onda de violência é uma represália à ação do governo de aumentar o rigor na fiscalização das unidades prisionais e acabar com divisão dos presos por facções nos presídios.
Sobe para 277 total de detidos por participação em ataques

Na madrugada desta quinta-feira (10), homens queimaram um ônibus e 5 carros em uma oficina na cidade de Forquilha e explodiram uma bomba em no viaduto ao lado da estação do VLT da Parangana, em Fortaleza.

Sobe para 277 total de detidos por participação em ataques

Subiu para 277 o número de pessoas presas suspeitas de participação nos atentados que ocorrem no Ceará desde o dia 2 de janeiro. O anúncio foi feito pelo governador Camilo Santana, em sua página no Facebook.

Ao todo, o Ceará já soma 177 ações criminosas em 43 dos 184 municípios. A onda de violência é uma represália à ação do governo de aumentar o rigor na fiscalização das unidades prisionais e acabar com divisão dos presos por facções nos presídios.
Sobe para 277 total de detidos por participação em ataques

Na madrugada desta quinta-feira (10), homens queimaram um ônibus e 5 carros em uma oficina na cidade de Forquilha e explodiram uma bomba em no viaduto ao lado da estação do VLT da Parangana, em Fortaleza.

Nenhum comentário