Homem morder e arrancar parte do lábios da sua companheira

Um homem de 29 anos foi preso, no domingo (11) suspeito de morder e arrancar parte do lábio da mulher dele, na casa em que moram, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Como a residência fica a uma quadra de distância do 4º Distrito Policial, a vítima, de 38 anos, correu para a unidade para pedir ajuda.

“Ela chegou sangrando, estava totalmente desesperada, chorava muito. Ele a ameaçou dizendo que mataria ela, o pai e o irmão caso ela falasse sobre a agressão”, disse o delegado Diogo Barreira.

A caso aconteceu por volta das 23h de domingo, após o casal deixar uma distribuidora de bebidas, onde estava consumindo cerveja. De acordo com o depoimento da mulher, que trabalha como empregada doméstica, a confusão começou porque o marido achou que ela queria sair de casa.

Inicialmente, conforme o registro policial, ela pegou a chave da moto, e ele brigou porque pensou que ela fosse sair. No entanto, ela disse que ia pegar verduras no baú da moto e assim o fez. A agressão física aconteceu em seguida, quando ela pegou a chave do portão.

“Ele brigou de novo perguntando se ela ia embora, mas ela disse que só ia trancar o portão. Foi quando ele a empurrou em direção ao muro, a agarrou e mordeu o lábio inferior”, detalhou o delegado.

Logo após chegar à delegacia, os policiais foram até a residência do casal e prenderam o suspeito. Ele não se pronunciou sobre o caso. “Ele falou que tinha bebido, que estava embriagado e não tinha condições de falar nada”, disse Barreira.

O suspeito, que trabalhava como garçom e segurança, disse que está desempregado. Ele foi autuado em flagrante por lesão corporal e ameaça no âmbito da Lei Maria da Penha. O inquérito será encaminhado para a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam).

Segunda agressão

O delegado informou ainda que esta foi a segunda agressão sofrida pela empregada doméstica em dois dias. Na sexta-feira (9), ela tinha feito um Registro de Atendimento Integral contra o marido.

“Ela denunciou que foi agredida, com um rodo, na perna e no braço”, relatou o delegado.

Na ocasião, os policiais não conseguiram localizar o marido da vítima. Conforme o investigador, o suspeito já tem outras cinco passagens por crimes da Lei Maria da Penha.
Lei Maria da Penha.

Fonte: G1
Loading...